A MASSAGEM E A MÚSICA. O REMÉDIO NATURAL PARA TER O CORPO E A MENTE RELAXADOS







Ultimamente, tenho estudado o poder da música associada a massagem, em diversas enfermidades físicas e mentais, para criar processos terapêuticos, que auxiliem no tratamento de problemas psicológicos como a depressão, a ansiedade e o estresse.


Nesse texto, especificamente, estou falando dos sons calmos e lentos que ajudam o corpo e a mente a se desligarem das preocupações diárias, e facilitar, junto com a massagem, o combate ao estresse, um dos principais agentes que origina as diversas enfermidades.


Sabendo que a música diminui a ansiedade tanto quanto uma sessão de massagem - de acordo com estudos publicados - imagina as duas terapias associadas e utilizadas de forma individual para cada paciente e sua enfermidade. Bom, não vou me aprofundar no texto, de forma técnica, porque não é o objetivo, mas o que quero dizer é que, a massagem utilizada de forma contextualizada com músicas específicas, de forma única para cada vivência dos pacientes, se torna um antídoto ou um remédio natural para melhorar a qualidade de vida dessas pessoas. Ou seja, não é associar a mesma música para todos os pacientes e sim, preparar uma seleção de músicas para cada sessão de massagem e necessidades de cada paciente.

Como isso acontece? Já iniciei o texto dizendo que os sons calmos e lentos ajudam o corpo e a mente a se desligarem das preocupações diárias, além disso, já há algum tempo, escrevi um artigo no blog sobre as massagens e as interações neuroendócrinas descrevendo que o toque da terapia traz uma sensação de bem-estar, de conforto, como se tivéssemos recebendo um abraço gigante. Assim sendo, ao unirmos as duas, o cérebro diminui o cortisol e libera justamente os neurotransmissores ligados ao prazer, de modo a abreviar dores e proporcionar sensações de bem-estar de acordo com a vivência de cada pessoa.


A massagem e a música, contextualizadas nessas vivências, fazem muita diferença na prevenção da saúde e nos processos de enfermidade. Entenda:


  • Diminui o estresse, traz serenidade e acalma;

  • Reduz a ansiedade;

  • Auxilia na diminuição da pressão arterial;

  • Estimula o cérebro para o descanso, auxiliando na qualidade do sono;

  • Melhora o humor, entre outras.


E para finalizar, deixo uma pergunta e resposta para o meu próximo artigo.

E como contextualizar a música com a massagem à necessidade dos pacientes? No poder da frequência de som, ou seja, nas vibrações que uma onda sonora atua na mente e no corpo. Aguardem!


Siga

  • Cintia Ulhoa Facebook
  • cintiaulhoaterapia

​© Por Cintia Ulhoa.